quarta-feira, 1 de agosto de 2012

10 dicas para evitar o Afogamento


Caros amigos, as férias terminaram mas as pessoas ainda gostam de tomar banho nos diversos balneários de nossa cidade.

Essa é uma diversão que costuma deixar o Corpo de Bombeiros sempre alerta pois alguns banhistas abusam da autoconfiança, do álcool, e da sorte quando vão para as praias, piscinas e igarapés, colocando a família em risco e a própria vida também, com atos imprudentes que geram o afogamento.


Não se pode mais pensar em se ter o resgate de um afogado como uma prática comum, o ideal é se divertir sem problemas. Para tanto, manter a segurança e se prevenir é importante, abaixo, vão 10 dicas de ouro para evitar o afogamento:



1. Providenciar pulseiras ou cordões de identificação com o nome da criança, dos pais, telefone e se possível endereço. Uma das ocorrências mais frequentes em lugares com muita gente é menor de idade perdido;
Bebida alcoólica pode causar um mal maior.

2. Nadar com muita cautela em lugares onde não se conhece, ajuda a evitar surpresas desagradáveis e inesperadas;

3. Não ingerir bebidas e comidas em demasia antes de entrar na água, para evitar a congestão;

4. Vigiar constantemente as crianças e os idosos para que estes não se acidentem nas águas;

5. Não ingerir bebidas alcoólicas antes de nadar. O álcool deixa os reflexos mais lentos e a capacidade de raciocinar também o que pode gerar afogamento;

6. Por mais que se saiba nadar muito bem, nunca nade para longe da margem tentando provar que é melhor que os demais;
8
As crianças merecem atenção dobrada.

7. Cuidado ao nadar próximo de embarcações, você pode ser sugado pela hélice do motor do barco e se afogar;

8. Nade sempre próximo e às vistas de um guarda-vidas;

9. Escute, respeite e obedeça atentamente às orientações dos guarda-vidas, eles sabem o que falam e estão ali para ajudar e garantir que a sua diversão seja segura;

10. Não faça brincadeiras perigosas com as pessoas ao seu redor como fingir socorro, empurrar os outros na água, afundar as pessoas ou puxá-las para o fundo provocando o pânico. NUNCA FINJA SOCORRO, nem se torne uma pessoa indesejada com essas brincadeiras sem graça e que podem ferir seriamente.
O guarda-vidas é um amigo sempre perto.
Não esqueça que o guarda-vidas, bombeiro militar, tem autonomia para dar a voz de prisão ou solicitar apoio da polícia militar para, "recolher" aquele indivíduo que esteja provocando o pânico e tomando atitudes imprudentes que coloquem em risco a sua própria vida e a de outros banhistas.

Portanto, não estrague a sua diversão, seja responsável com sua família e com a sua própria vida.

Se precisar basta ligar 193.


Fotos: Sgt Márcio Costa - 9ª CIA e da internet.

Nenhum comentário: